domingo, 10 de setembro de 2017

João Rosa de Castro - Bis


INFÂNCIA

Haverá um tipo novo de lágrima
Para essa nova gama de sentimentos.
As páginas da vida separadas por capítulos
Surpreendem os autores.
Um homem esquecido,
Um homem rejeitado claramente,
Um homem posto à margem como nunca.
Esculpe para saber-se fazendo,
Dança para notar-se existindo
E verte um sorriso forte
Para dizer que está ali.
Haverá um tipo novo de encanto
Para uma nova forma de infância.

João Rosa de Castro - Amor Grátis

POEMA DE AUTO-AJUDA Noi siamo tanti Que pensamos em coro E andamos depressa Procurando a mãe Protetora de embriões. E dizemos...