domingo, 27 de janeiro de 2013

João Rosa de Castro - Adeuses

O CHOQUE DE AGRIPINO

Agripino, senta,
Que eu te dou vinagre.
Agripino, reza,
Que te escrevo reses.
Agripino, anda,
Que te levo aos andes.
Agripino, fala
Às flores do verde pino.
Agripino! Força!
Que te dou resposta.
Agripino, copia,
Que te sopro nuvens.
Agripino, toca o REC,
Que tua paisagem emociona.
Agripino, toca o PLAY
E vê que mundo novo criaste!

João Rosa de Castro - Amor Grátis

MIRAGEM (a Cruz e Souza) Enfim um mundo em que se faz livre, Respirando o ar escolhido, Alheio às falas estridentes e distantes, ...