João Rosa de Castro - Flores do Pântano

ANDAR COM FÉ EU VOU
                                     (a Stanislaus)

Meus deuses são os amigos
Que abraço com mansidão.
A fé que tenho os nomeia:
Divindades minhas e anjos.
Minha reza é a lembrança deles,
Cada um com sua epifania,
Os frutos que sabem plantar,
As flores que sabem regar.

Meus deuses: amigos que ouvem
E entendem a unidade,
Por isso reservam o silêncio
Ou o conselho mais vivo.

Me protegem e são protegidos
Por mim que os bendigo e adoro.

Meus deuses: amigos que falam,
Me contam que são felizes
Ou tristes e sem esperança,
Mas dizem porque eu ouço
Com brilho nos olhos ou pesar.

O mundo é um grande Olimpo
De deuses que se comunicam.

Meus deuses são os amigos,
A quem presto a minha devoção.

Postagens mais visitadas deste blog

João Rosa de Castro - Zum

João Rosa de Castro - Zum

João Rosa de Castro - Zum