Marcadores

domingo, 29 de junho de 2014

João Rosa de Castro - Flores do Pântano

DESCOBRIMENTO DO BRASIL

Num dia como hoje descobriram o Brasil,
Mas eu não estava enfurnado no meu quarto.
Era outono como sempre é no mês de abril.
Caminha escrevia já no pensamento
Sobre as pegadas que vira na praia
Botinas pisaram antes,
Mas é melhor omitir as pegadas
Que vieram antes, muito antes
E que nem as ondas apagaram
Nem a história quis contar.