João Rosa de Castro - O Sonho de Terpsícore - Com Prefácio de Carmen Liz Vieira de Souza


FLORA NÃO SE SUBMETIA A NADA




Flora tinha a pele fria.



Não via o sexo como um movimento à parte dos outros.



O choque dos pés no palco, no chão, nas escadarias



Era capaz de engravidá-la;



Mesmo que fosse de um avião.



Flora voava como uma águia, um falcão!

Postagens mais visitadas deste blog

João Rosa de Castro - Zum

João Rosa de Castro - Zum

João Rosa de Castro - Zum