Marcadores

domingo, 5 de junho de 2016

João Rosa de Castro - O Cio da Pedra


VIAS MOLHADAS

Acho que vai chover no sertão e garoar na avenida.
Sinto pulsar a vida que espero
Nos teus olhos de amor.
E se meu peito não tem mais espaço
Para guardar o que sinto:
Espalham-se as lágrimas de homem,
E todos os meus desejos,
E tudo o que vivo e sonho,
Até o meu rico sorriso,
Onde quer que haja nuvens
De muitas cores possíveis.
E a vida dará aromas,
E os aromas o som.

Acho que vai chover na avenida e garoar no sertão.