João Rosa de Castro - O Cio da Pedra


MÃEDEDEUS

E a árvore testemunha.
A árvore não teve vergonha
Do que isto fez, do que isto quis.
Que a raiz subiu ao céu
Para além dos olhos do humano.
Teve com Deus conversa,
E ele não gostou nada
Do que se dizia aos seus pés.
Dinossauros divertidos
Pensando a raça virgem,
Maquinando um futuro só
Para todos os suburbanos.
E a árvore testemunha
Conseguiu o nosso perdão

E no-lo entregou em mãos.

Postagens mais visitadas deste blog

João Rosa de Castro - Zum

João Rosa de Castro - Zum

João Rosa de Castro - Zum