João Rosa de Castro - Zum

VISÃO DO SOLAR


Conviver com o medo soprando tragédias ao ouvido:
Será assim viver na cidade?
Será fugindo dos bandidos fixados?
Será arte isto?
Será arte?
Ardiloso olhar na tela morna.
A traição escrita, solta.
E uma folha branca de papel me resgata!
Sinto-me no lar quando vejo o teu olhar seco e pedinte.
Afago-te e vejo o meu olhar refletido.
Será arte o que te cobre.
Será arte cada letra impressa.
Será luta com soldados alados.
Será poesia pura e emoção.

Postagens mais visitadas deste blog

João Rosa de Castro - Zum

João Rosa de Castro - Zum

João Rosa de Castro - Zum